23 de março de 2015

Pen drive assassino frita aparelhos quando plugado

Com um conversor de corrente e alguns capacitores soldados a uma pequena placa, todos componentes facilmente encontrados em lojas online de peças para eletrônicos, foi possível montar uma pequena bomba.

Segundo o pesquisador, não foi necessário nenhum maquinário especial nem muita perícia em solda para conseguir montar o pequeno dispositivo maligno.

Quando o pen drive é conectado, ele carrega os capacitores para -110V antes de desligar. Em seguida, um transistor descarrega a eletricidade armazenada através dos pinos de dados da porta USB.

Isso continua até que os capacitores chegam até -7V, reiniciando o ciclo do conversor DC-DC e recarregando o banco de capacitores do pen drive para o próximo ciclo.

Esse circuito ultrapassa as proteções elétricas das portas USB e causa uma sobrecarga que pode explodir os capacitores da placa-mãe, chips e chegar até à CPU, inutilizando completamente todos os componentes da máquina.

Felizmente, o pesquisador não publicou os esquemas para a montagem do aparato letal, mas a partir do conceito um engenheiro habilidoso pode chegar ao mesmo princípio. Potencialmente, um pen drive do tipo pode ter o mesmo efeito devastador em qualquer equipamento em que for plugado, como tablets, smartphones, televisores e aparelhos de som.

Espetar um pen drive desconhecido em qualquer máquina, especialmente as do trabalho, é uma péssima ideia. Se antes o risco era pegar um malware ou trojan, em breve o resultado pode ser ainda mais tenebroso.

fonte:www.bitmag.com.br

←  Anterior Proxima  → Página inicial